5 passos para renegociar e quitar suas dívidas

Publicado por Eutolimpo em

Não tem jeito, renegociar as dívidas é a melhor opção para quem quer sair do vermelho e conquistar a tão sonhada estabilidade financeira.

Por esse motivo, trouxemos 5 dicas essenciais  para te ajudar a renegociar seus débitos da melhor forma possível e voltar a ficar no azul!

Como renegociar minha dívida?

Vamos começar pelo básico. Antes de qualquer coisa, você precisa saber quais são as maneiras que pode fazer sua renegociação: direto com o credor (empresas ou instituição para a qual você deve), em feirões de negociação, por meio do refinanciamento de dívida, portabilidade de uma instituição para outra ou com uma empresa terceirizada, através de seus canais de atendimento ou sites.

Agora, vamos aos 5 passos para você renegociar seu débito da melhor forma possível e finalmente se livrar desse fantasma que te persegue.

1. Saiba o valor real da dívida

Primeiramente, é importante você saber exatamente quanto deve. Isso te ajudará tanto no cálculo do saldo devedor quanto na hora de receber e apresentar propostas para a regularização da dívida.

Ao entrar em contato com a empresa que irá negociar, solicite o valor da dívida atualizada, incluindo a taxa de juros e todos os encargos envolvidos.

2. Estabeleça quanto você pode pagar

Antes de renegociar, revise sua atual condição financeira e estabeleça um limite de quanto você pode pagar sem comprometer seu orçamento. A intenção aqui é você se livrar da dívida, e não fazer mais uma.

Além disso, é importante também considerar imprevistos como gastos com reforma, saúde, perda de emprego, entre outros. Quando planejar o pagamento de dívidas, reserve um valor mensal para cobrir novos imprevistos que poderão surgir.

3. Conheça as condições da renegociação

Saiba quais são as propostas existentes para sua dívida. Se for parcelar, fique atento aos juros que podem ser acrescidos, porque mesmo que o valor mensal seja baixo, o valor total pode acabar ficando mais caro.

Pagando à vista pode sair um pouco mais caro, mas em compensação o desconto é bem maior, além de você se livrar mais rápido de dívida.

4. Não aceite qualquer proposta ao renegociar

Tanto na negociação com um atendente quanto nas feitas através de sites de negociação, analise bem as condições disponíveis e só feche o acordo quando tiver certeza de que a proposta escolhida é realmente a melhor para o seu bolso.

No Eu tô limpo, por exemplo, você pode verificar todas as informações importantes da sua dívida e negociar no seu tempo, analisando as propostas com calma para escolher a que mais se encaixa no seu orçamento.

5. Cuidado para não fazer novas dívidas

Depois de finalmente se livrar do encargo que são as dívidas, é importantíssimo se organizar para não fazer novas, afinal, pode não ser nada fácil alcançar o tão esperado nome limpo, não é mesmo?

Por isso, evite armadilhas que possam fazer você se endividar novamente. Comece organizando suas finanças e tomando o controle da situação, você pode usar planilhas financeiras e dar início a sua reserva de emergência, assim aos poucos sua tão sonhada estabilidade financeira ficará mais próxima.

Além disso, você sempre pode contar com os conteúdos de finanças e organização financeira do Eu tô limpo e todas as ferramentas disponíveis especialmente para te ajudar a viver no azul!

Siga a gente nas redes sociais: Facebook e Instagram e não se esqueça de acessar nosso site clicando aqui e consultar seu desconto!


Conta pra gente: o que achou desse post?