Como sair do vermelho

Publicado por Eutolimpo em

Hoje em dia estar com a conta no zerada ou no negativo é uma coisa que acaba gerando muito estresse, mas quem nunca passou por aquela conta que estava completamente no vermelho? ou acabou entrando no cheque especial e se complicou? Infelizmente, essa é uma realidade para a maioria dos brasileiros, muitos dos quais não sabem como sair dessa situação! E pensando exatamente nisso, nos do Eu tô limpo decidimos separar algumas dicas que podem ajudar muito na hora de fechar o mês, vem comigo!

Está no vermelho?

Primeiramente para se entender como sair do vermelho é preciso entender que não existem receitas prontas. Mas um bom planejamento e organização podem resolver o problema que existe nas suas finanças. O primeiro passo é não ter receio de falar sobre as dívidas.

É importante a educação financeira para sair do vermelho?

Para podermos abordar o assunto e corrigir a forma que sua conta está hoje em dia precisamos entender que a falta de educação financeira faz com que as pessoas não tenham conhecimento na hora de cuidar de algo tão importante como o dinheiro e muitas vezes acabam se deparando com o nome nos serviços de Proteção ao Crédito por não saberem controlar o seu próprio orçamento, por exemplo: quando você faz uma compra parcelada e esquece o quanto isso pode comprometer o limite do seu cartão e acaba fazendo outras compras parceladas e no final sua fatura já está uma fortuna, porém com a educação financeira você consegue analisar a melhor forma que irá utilizar o seu dinheiro.

Como sair do vermelho?

Buscar conhecimento para mudar este cenário é o primeiro passo para sair do vermelho. Para desenvolver uma relação mais saudável com o dinheiro, é preciso começar a falar mais sobre isso.

Anote todas as suas dívidas

Você precisa mapear e conhecer quais são as suas dívidas. Anote em um caderno ou em uma planilha o valor atualizado de cada dívida, qual é a taxa de juros daquele contrato, quantas parcelas estão em atraso, e quantas ainda restam.

Entre em contato com as pessoas ou empresas com quem você tem dívida, questione quais são os valores atualizados e anote no seu controle. Esse é o primeiro passo para conseguir identificar quais dívidas deverão ser priorizadas, no caso de não ser possível pagar todas elas de uma só vez.

Negocie sempre suas dívidas

Comece renegociando aquelas dívidas com taxa de juros mais altas, já que elas são os maiores empecilhos para sair do vermelho.

Entre em contato com a instituição financeira, loja, ou pessoa física informando seu interesse em negociar a sua dívida. Mantenha a calma: é natural ficar incomodado ou envergonhado ao falar sobre dívidas financeiras. Mas lembre-se de que todo mundo está sujeito a passar por isso, e não há nada para se envergonhar em buscar uma solução.

Lembre-se acordos à vista são mais vantajosos. Se não for possível, tente negociar com um valor de entrada para reduzir os juros e o número de parcelas.

Corte gastos de forma inteligente

Nesse momento da sua vida financeira, é importante rever todas as despesas: separar os gastos essenciais daqueles desnecessários é um ótimo começo para sair do vermelho e quitar as dívidas de uma vez por todas.

Encontre um tempo para cuidar do dinheiro

Existem algumas maneiras de garantir que você tenha controle sobre os seus gastos. Uma delas é checar a fatura do cartão de crédito toda semana, ou, então, marcando no caderno ou planilha todas as contas que você tem a pagar ou as que já pagou no mês.

Reserve um tempo, sem pressão, para organizar suas finanças. É nesse momento que você vai quitar boletos em aberto, administrar os gastos do mês, separar despesas fixas de variáveis, comparar com a renda, colocar metas

Gostou do conteúdo? Siga a gente nas redes sociais FacebookInstagram e LinkedIn e não se esqueça de acessar nosso site clicando aqui para consultar seu desconto!


Conta pra gente: o que achou desse post?