INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA: como conquistar a minha?

Publicado por Eutolimpo em

A independência financeira pode ter diferentes significados. Para algumas pessoas, ser independente financeiramente consiste em não precisar de um trabalho formal para se sustentar, para outras, é poder comprar o que quiser sem depender de mais ninguém além de você mesmo.

De início, ela parece algo inalcançável e complicado, mas com um bom planejamento financeiro e escolhas inteligentes dá para chegar lá. Com essas ferramentas, você também utilizar os frutos dos seus investimentos para viver mais e melhor. Para ajudar nesta jornada, preparamos um guia completo sobre a independência financeira:

O que é independência financeira?

Como falamos no começo, o conceito de independência financeira pode ser entendido de maneiras diferentes, sendo as duas principais as que vamos explicar a seguir:

  • A primeira ocorre quando seus rendimentos financeiros são suficientes para que você não precise de um trabalho formal para se manter, o que pode estar associado a viver de renda e à aposentadoria, tendo a liberdade de trabalhar com o que quiser e usufruir do dinheiro investido. Depois de conquistar a sonhada independência financeira muitas pessoas utilizar os rendimentos do emprego para aumentar seu patrimônio;
  • A segunda, e talvez mais próxima a nossa realidade, está relacionada a conseguir comprar algo ou se sustentar sem precisar depender de mais ninguém, como pais, por exemplo.

A grande questão aqui é que a partir do momento em que você consegue boas reservas financeiras, aplicadas para que deem os retornos necessários, é possível viver muito bem, ou até mesmo da maneira que sempre sonhou.

Quais são os estágios da independência financeira?

Para começar, se você deseja ter independência financeira, é importante começar pelo básico: organização e planejamento. Uma dica importantíssima é dividir o processo em “estágios”, assim você pode acompanhar melhor cada fase dessa jornada.

Vamos a alguns deles:

  1. Liberdade de curto prazo: o primeiro estágio consiste em você possuir uma quantia de dinheiro suficiente para viver um tempo sem salário, que pode variar de 2 meses à 1 ano. Podemos interpretá-lo como reserva de emergência, se algo inesperado acontece, ela pode te ajudar a não contrair dívidas. Ah, uma coisa importante é que o valor guardado deve ser suficiente para manter o seu padrão de vida atual, ou seja, ele  deve consegue cobrir os seus gastos mensais sem deixar nada para trás;
  2. Independência de contas: ter dívidas impede que você alcance a independência financeira, por isso, sair delas é essencial para atingir seu objetivo. Sem dívidas e sem os juros que elas causam, você terá mais dinheiro disponível para guardar. A gente sabe que às vezes as coisas apertam e fica difícil pagar as contas em dia, mas quanto menos atrasos, mais fácil chegarmos a um padrão de vida dentro de nosso orçamento;
  3. Liberdade de emprego: este estágio é uma evolução do primeiro. Aqui, você já possui maior estabilidade e liberdade para construir a sua vida conforme desejar. Esse estágio representa que, caso sua renda principal venha a faltar, você tem uma segunda fonte para conseguir se manter por mais tempo sem muita dificuldade;
  4. Independência total: o quarto e último estágio. Se você chegou até aqui, significa que consegue viver com o rendimento de suas aplicações, Ou seja, os retornos delas superam os seus gastos mensais de forma segura. Aqui, não é mais necessário ter um emprego para se manter, a não ser que você queira se dedicar a algo para porque gosta ou para ganhar mais dinheiro. Com a liberdade financeira, fica mais fácil realizar os seus sonhos, como abrir o seu próprio negócio ou comprar aquele bem de consumo que sempre quis.

Ah, mas não se esqueça: mesmo nesse estágio, é importante que você continue a investir e ter boas estratégias para garantir fluxo de caixa de acordo com o seu padrão de vida. 

Como conquistar minha independência financeira?

Agora que você já conhece sobre a independência financeira e os estágios dela, chegou o grande momento de saber conquistá-la!

Parece difícil,né? Então olha só as dicas que a gente preparou pra te mostrar que é possível sim alcançar sua tão sonhada autonomia.

1. Planejamento financeiro:

O primeiro passo para conseguir a sua independência financeira é se planejar. Para isso, você pode utilizar planilhas, aplicativos de celular ou outro método que funcione melhor no seu caso.  

O planejamento financeiro deve conter todos as entradas e saídas de dinheiro do seu bolso, inclusive os gastos pequenos. Lembre-se de que os custos menores podem ser pouco significativos no dia a dia, porém, no final do mês eles podem formar uma bola de neve. 

Coloque tudo na planilha e analise seu orçamento e identifique para onde está indo o seu dinheiro e as oportunidades de cortes. Com o tempo, economizar poderá se tornar um hábito. 

2. Crie um teto de gastos:

A falta de controle dos gastos é um dos fatores que mais impede que as pessoas alcancem a independência financeira.

Então, depois de fazer o seu planejamento financeiro, estabeleça limites para todas as áreas, principalmente para custos esporádicos, como os presentes de natal e de aniversário. Ao definir uma quantia máxima para gastar, mais dinheiro ficará disponível para investir na sua independência financeira. Note que não é necessário abrir mão de tudo, apenas agir com mais consciência.

3. Tenha uma reserva de emergência

Como citado, para conseguir alcançar a independência financeira é essencial ter uma reserva de emergência. Para tanto, que ela é um dos estágios deste processo. Com essa reserva garantida, você tem para onde recorrer caso tenha alguma despesa financeira inesperada e não precisa apelar para empréstimos.

Se você quer atingir este objetivo, o ideal é começar a construir uma reserva de liquidez agora mesmo. Os especialistas recomendam que ela possua valor equivalente a seis meses das suas despesas mensais. 

4. Invista seu dinheiro

Investir o seu dinheiro é a melhor forma de atingir a sua independência financeira. Antes de começar a escolher as aplicações, conheça o seu perfil de investidor. Com ele, você conhecerá a sua tolerância aos riscos e os ativos mais adequados. 

O mercado financeiro oferece uma gama enorme de investimentos, tanto em renda fixa, quanto na variável. Tenha em mente que os papéis de renda fixa devem ser a base da sua carteira.  A diversificação dos ativos é uma excelente estratégia de investimento. Com ela, você terá ganhos vindos de diversas frentes e prazos de vencimento distintos.

Além de maximizar os rendimentos e gerar fluxo de caixa, você ainda pode preparar a sua carteira para os possíveis cenários do mercado financeiro.


7 comentários

Bruno Alves de Carvalho · 02/10/2020 às 9:15 pm

Excelente instrutiva

Bruno Alves de Carvalho · 02/10/2020 às 9:16 pm

muito bom com muitas ideias para ser executada

Ana Carolinda do nascimento · 28/12/2020 às 6:25 pm

Excelente

Cristiane Botelho de Noronha · 03/04/2021 às 12:32 am

Interessante e muito motivador

Nilvania · 16/04/2021 às 9:10 pm

Interessante

Jose frutuoso de sena Mracelo · 02/05/2021 às 8:18 am

Muito bom obrigado

Leonária Maria da Costa de Sousa · 03/05/2021 às 11:24 am

Ótima oportunidade

Conta pra gente: o que achou desse post?

%d blogueiros gostam disto: